TSFactory

Wednesday, September 24, 2008

Como obter sucesso no processo de Imigração


Como o título já diz, esse post vai explicar alguns detalhes, muitas vezes esquecidos pelos que para cá prentendem vir, que irão lhe ajudar no seu processo de Imigração para o Canadá, não somente durante o processo em si mas também ao chegar aqui já com o seu visto em mãos.

Resolvi escrever o mesmo porque acabei me cansando das incansáveis perguntas do tipo 'será que tem demanda para a minha área de Cerzidor de tapetes Persas de Seda de 1000 nós por polegada?' e também por ver o quanto despreparados diversos candidatos à imigração estão! Vejam que não estou reclamando das perguntas. Não é esse o caso. Só fico ainda abismado pelo fato do cidadão que pretende começar uma vida nova num outro país, nada saber sobre o tal país, sobre sua profissão por lá e por aí vai!
É como querer entrar numa sala escura sabendo que existe um animal por lá mas sem saber se é uma barata ou um leão que não come faz um mês. Portanto vamos ao post, passo a passo.

O primeiro passo é muito simples: REALITY CHECK. O que isso significa? Bem se leu a frase em Inglês e não entendeu, pare por aqui o seu processo de imigração porque não consegue ler o básico de Inglês. Não estou falando isso porque não gosto de você especificamente. Nem tem como ser isso já que não o conheço pessoalmente.

O que quero dizer é que devemos fazer uma avaliação pessoal E objetiva. Note a letra 'E' entre as duas palavras. Sei que sua mãe lhe acha lindo(a). Mas se prentende se mudar para algum outro país, deve olhar no espelho e se perguntar se é realmente lindo como ela diz. Alguns pontos que acho válidos comentar no quesito REALITY CHECK:

- O seu Inglês é realmente fluente como diz? Como teste recomendo algumas coisas simples como assistir um filme em Inglês sem legendas e caso tenha recursos financeiros, visite o país em questão por 2 semanas. Isso lhe dará uma idéia bem clara do que vai enfrentar com relação ao idioma ao chegar por aqui.

- É um profissional acima da média ou simplesmente mais um no mercado? Se para a sua vaga no Brasil existem 100 outras pessoas que podem assumir o seu cargo no dia seguinte, chances são que você é realmente mais um no mercado. Não vale a desculpa 'mas vão levar meses para treiná-lo, para que conheça a empresa como eu'. Isso não conta. O que conta aqui é se realmente tem aquele algo mais, que o diferencia como profissional. Sabe aquelas sacadas que vira e mexe só nós temos, que deixam o seu chefe/gerente/diretor de queixo caído? É disso que estou falando.

- Tem um medo enorme de ficar desempregado? Aqui a coisa é muito simples. Se é daqueles que não tenta arrumar algo melhor porque tem um medo enorme que não irá conseguir algo tão bom como o seu emprego atual, suas chances já estão reduzidas. Não tem o perfil correto. Já vi profissionais excelentes ficarem fazendo a mesma coisa a vida inteira e serem explorados nos seus empregos por simplesmente não terem fé no próprio taco. Antes de qualquer coisa tem que acreditar em você mesmo e que pode superar qualquer adversidade (claro que estamos falando de adversidades que podemos de certo modo prever - como por exemplo demorar 3 meses para arrumar um emprego aqui). Mas esse 'acreditar em você mesmo' está totalmente ligado a fazer uma análise fria a seu respeito. Se é realmente o profissional que pensa que é. Simples. E como disse, ter fé no próprio taco é fundamental. Especialmente onde ninguém lhe conhece.

- Sabe exatamente o que vai encontrar pela frente no país alvo? Muitos nem sabem se o diploma deles, obtido no Brasil, vale aonde planejam ir. No caso do Canadá, todas as informações a respeito de tudo que é profissão estão disponíveis no site do Working in Canada. Como fazer para revalidar o diploma, se tem demanda da sua profissão, quanto se paga em média para tal ofício e por aí vai. A mesma coisa se aplica em relação à moradia, escolas, etc. Já pesquisou tudo isso?

- Tem um plano 'B' caso as coisas não aconteçam exatamente como o planejado? Por exemplo, se demorar seis meses para arrumar o primeiro emprego nas terras de lá, como vai se sustentar? Está disposto a trabalhar em qualquer coisa para se manter enquanto o tão sonhado emprego na sua área não aparece? A grande lição aqui é adaptabilidade. Muitos que vem não se 'sujeitam' a ir trabalhar como atendente no McDonalds ou Tim Hortons para se manter. Ficam se lamuriando que não conseguem emprego como Diretor de Logística Africana com Zimbabuanês fluente. Se não está disposto a tudo e não tem um plano B, C, etc, está fazendo a coisa errada. Não saia do Brasil. Simples.

- Começar do zero. A não ser que seja alguém de renome internacional, reconhecido no Brasil, na Europa ou na América do Norte, vai ter que começar sua vida do zero. Ninguém aqui lhe conhece. Não sabem se é bom ou ruim. E o fato de ter feito a Usina Açucareira de Quixeramobim ter economizado R$ 100,000 em papel higiênico o ano passado desde que implementou o uso de folhas de Bananeira, nada significa por aqui.
Primeiro que não temos Bananeiras. E nem sabemos onde Quixeramobim fica.
É fundamental que entenda que está efetivamente começando do zero por aqui. Se levou anos para virar supervisor no Brasil, porque acha que começará num país novo onde ninguém lhe conhece e onde com quase toda a certeza não fala o idioma como alguém que nasceu e cresceu aqui, como supervisor? Mais uma vez, REALITY CHECK.

A lista de coisas que poderia comentar é enorme e levaria horas, senão dias, para finalizar tal post. O resumo de tudo que escrevi é muito simples: faça a sua lição de casa e procure entender completamente todos os requisitos necessários para se mudar de país (no caso do Canadá esses são muito claros - não que concorde com o jeito que eles pregam nas famosas palestras do Consulado no Brasil; ainda as vejo como propaganda ENGANOSA sim - e estão explicados no site da imigração) e como as coisas funcionam do lado de lá ao chegar (se o seu diploma vale, se tem emprego na área, o custo de vida por lá, etc).
E é claro, faça uma análise fria de você mesmo! Se tem o perfil, as qualificações e os recursos necessários para imigrar.

Não vejam esse post como um balde de água fria; como algo que diz que só os super profissionais com super qualificações conseguem. Não.

Esse post é simplesmente uma parada no meio da corrida para descansar um momento, colocar a cabeça no lugar e recomeçar a corrida com o plano perfeito, que irá dar certo independentemente do que vai acontecer pela frente.

Crime perfeito pode não existir. Mas planejamento perfeito existe sim. Só cabe a você arregaçar as mangas e implementá-lo.

15 Comments:

  • Cláudio, parabéns e muito obrigado pelo tempo que dedicas nestes posts! São de grande ajuda em repensar todo o processo e rever todo o planejamento. Obrigado, Luiz

    By Blogger Luiz Alberto, at 12:19 PM  

  • Ei, Quixeramobim fica no Ceara :) Foi onde meu pai nasceu!

    E voce falou bem, basta ler o que voce disse para que a pessoa entenda que nao eh facil.

    As vezes, dependendo da posicao que a pessoa ocupa, talvez eh melhor ficar no Brasil mesmo. Vir pra ca achando que vai ganhar o mesmo e ter o padrao de vida, eh dificil - mas nao impossivel.

    Abraco

    By Blogger Gean Oliveira, at 1:27 PM  

  • Post objetivo e claro.

    Impressiona a quantidade de perguntas de baixa qualidade de aspirantes a imigrante. Em sua maioria, percebe-se logo na 1a frase que nao se dao ao trabalho de pesquisar o basico.

    Mais uma vez nota 10! Leitura obrigatoria aos aspirantes.

    Andre Calabresi

    By Anonymous Anonymous, at 2:19 PM  

  • Otimo post, objetivo, claro e uma certa sutileza.

    Abraços

    By Anonymous Patrick, at 2:52 PM  

  • Boa tarde,

    beleh?

    To buscando informacoes , mas muitas mesmo para antes de ir pro canada em definitivo.

    Apesar deste post nao ser sobre o que vou perguntar, pois como nao tenho blog e nao sei como isso funciona, desculpa qq coisa ok?

    bomo eh sobre o curso para recem chegados. Sabemos que em quebec temos a francisacao e o governo nos pagam para assistirmos as aulas.

    em ottawa temos isso tambem? claro , neste caso seria a "inglesacao" e o governo paga tambem? Em caso positivo, de quanto seria esse pagamento?

    ATT,
    EVERTON
    evertoncorrea200canadaimigration@ig.com.br

    By Anonymous Anonymous, at 1:26 PM  

  • Olá, Cláudio, tudo bem?

    Meu nome é Bruna Siqueira, sou repórter de uma publicação brasileira que é editada no Japão, o jornal International Press, e gostaria de saber se você topa dar seu depoimento para uma reportagem que estamos fazendo sobre a vida do imigrante brasileiro. Achei seu blog bastante interessante e útil, então acho que rende uma boa entrevista. Interessado? Mandei um email para o endereço que aparece em sua página inicial, mas não estou segura de que ele chegou em sua caixa, apareceu uma mensagem esquisita depois do envio.

    Bem, caso não haja recebido nada, você pode me escrever no email siqueira.bruna@ipcworld.co.jp ou panoramanihon@gmail.com, que mando as perguntas e explico melhor do que se trata, está bem?

    Um grande abraço, espero que você possa colaborar com a entrevista.

    P.s - Ah, dá uma olhada no blog que escrevo sobre o Japão! Ele está no rodapé dessa mensagem, o nome é Panorama Nihon e está hospedado no site do jornal O Globo.

    Obrigada e aguardo um retorno,

    Bruna

    By Anonymous Bruna Siqueira, at 12:15 AM  

  • Oi, Cláudio!

    Eu achei o post altamente explicativo e sincero. Acho que é disso que muita gente precisa. Eu ainda tô na fase da pesquisa (e dá-lhe pesquisa!!!) então é bom saber sobre diversas cidades, ainda mais que Ottawa entrou como uma das cidades em potencial...

    Aproveitando (sem querer abusar!), fora o Craigslist, você conhece algum sitelegal pra gente poder consultar preço de apartamentos ai em Ottawa?

    Obrigada pela ajuda,

    Dani

    By Blogger * Thoru *, at 2:05 PM  

  • Legal que você voltou a escrever na lista e em seu Blog.
    Em Junho desse ano eu e minha esposa fizemos uma viagem de prospecção pelo Québec e aproveitamos para passar por Ottawa. A cidade é maravilhosa!
    A viagem foi bastante válida e chegamos a conclusão de que nosso francês avançado da Aliança Francesa não era o suficiente para servir café, pizza ou Big Mac. Melhorou um pouco depois de 2 meses de curso intensivo em Montreal, mas o caminho ainda é longo...
    Agora estamos no Brasil estudando francês e inglês e com os pés ainda mais no chão. Iremos imigrar no início de 2009 mas depois da viagem, nossa forma de ver a adaptação mudou consideravelmente.

    By Blogger , at 8:22 AM  

  • Concordo totalmente... eu vim um pouco sem saber o que iria encontrar por aqui, mas o Kiko veio preparado e foi isso que nos levou ao sucesso, ou a boa qualidade de vida que temos por aqui!
    Sabe, ando meio cansada de perguntas bestas chegando nos meis e-mails :)
    abs e excelente post!

    By Anonymous Mirella, at 4:15 PM  

  • Claúdio, estava lendo seus comentários no blog e além de parabenizá-lo pelos assuntos abordados, gostaria de dizer que você parece ser uma pessoa com um ótimo senso de humor. Pelo menos é o que percebi quando li seus posts.
    Muitas coisas que você escreveu, eu concordo plenamente e uma delas foi com relação às perguntas que vc deve receber de pessoas que pensam em imigrar.
    Eu apliquei no começo desse ano e venho pesquisando sobre minha área de trabalho, local para viver, etc...Mas ainda meu processo levará pelo menos uns 2 anos!!!!
    Por esse motivo eu tento não mais ficar enchendo o saco (no bom sentido da palavra) de quem já está por aí como você.
    Só pelo fato de você reservar um tempo para escrever nesse blog, já é de grande valor para mim.
    Continue a nos presentear com esses bem colocados posts...

    Um forte abraço de um desconhecido.
    Luciano Marchiori

    By Anonymous Luciano Marchiori, at 8:35 AM  

  • Ola Claudio,
    Encontrei seu blog no Mundo Pequeno e achei incrivel a dedicacao que voce da aos seus textos e acredito que eles devam ajudar muita gente que esta interessada em viajar.
    Eh por isso que gostaria de convida-lo a escrever um texto para o blog no qual eu escrevo de brasileiros que vivem no exterior.
    Visite-los e veja se acha interessante. o endereco eh: http//brasilcomz.wordpress.com

    e se quiser colaborar pode enviar um email para: blogbrasilcomz@gmail.com

    abs
    Ingrid mantovani

    By Anonymous Anonymous, at 10:48 PM  

  • Cláudio,

    comecei lendo o seu guia em pdf e agora seu blog virou leitura obrigatória.

    Eu tb não consegui mandar um email para vc, e mandei uma msg para vc no orkut... mas se vc puder disponibilizar o seu email aqui eu agradeço muito.

    Depois eu te explico o porque que eu preciso do seu email... e acho que vc me entenderá.

    Abs,
    Eliana

    By Anonymous Anonymous, at 9:16 AM  

  • Oi, adorei tudo que voce escreveu acima, voce deixou bem claro como viver e se viver fora de nosso pais natal, penso igual a voce...Outra coisa ,como pertendo morar no Canada daqui uns 2 a 3 anos, queria saber se voce poderia investigar pra mim qual a cidade mais barato com relacao a venda de imovel, nao pretendo pagar aluguel.eu andei procurando e dizem que -e Oshawa, mas queria saber de voce que ja mora ai e se tenho outras opcoes e sua opniao, vejo que voce 'e muito sincero.Grata desde ja, meu email :costa.sol@hotmail.com.Um abraco e boa sorte, voce merece...

    By Blogger vinny, at 3:07 PM  

  • http://vencereisempre.blogspot.com/

    ótimo blog gostei !

    By Blogger VALDENI, at 2:38 PM  

  • Criação de sites

    Agência de Criação de sites em Porto Alegre MARKETING DIGITAL Porto Alegre

    By Blogger CWS CRIAÇÃO DE SITES, at 6:22 PM  

Post a Comment

<< Home