TSFactory

Wednesday, December 30, 2009

(Padrão != Qualidade) de Vida

Para os que não conhecem um pouco de programação, o título desse post é simplesmente "Padrão de Vida é diferente de Qualidade de Vida". Só para fazer o leitor começar o ano de 2010 usando a cabeça.

O motivo desse post vem de diversas discussões com amigos e imigrantes recém chegados a respeito da perda de padrão de vida que a grande maioria sente ao chegar por aqui. O problema é que para essa grande maioria, praticamente não existe uma diferença entre padrão de vida e qualidade de vida o que na verdade são duas coisas completamente diferentes e que o Brasileiro, de modo geral, não enxerga. A capacidade de ver que existe sim uma grande diferença entre ambas só vem com anos de moradia fora do Brasil, em um país considerado de primeiro mundo.

O caso típico é esse: imigrante recém chegado tinha cargo de ABC na empresa XYZ, empregada em casa, dois carros do ano na garagem, etc e ao chegar aqui acaba indo morar em apartamento pequeno, não tem empregada, tem um carrinho simples, não faz manicure porque acha caríssimo, etc. Aí começam as reclamações ou os questionamentos se realmente valeu largar 'tudo' para vir para o Canadá.

E aí é que a diferença entre qualidade e padrão de vida ficam claras. Padrão de vida está diretamente ligado aos bens materiais, de consumo ou serviços que o cidadão tem poder aquisitivo para comprar/pagar. Exemplos típicos são imóveis, carros, empregados, etc.

Qualidade de vida já está ligado a como você se sente no ambiente em que está vivendo. Um típico exemplo é ter uma Ferrari conversível em São Paulo e tentar dirigir a mesma todos os dias. Nesse exemplo é claro que o padrão de vida é bastante alto (para poder comprar tal carro) mas a qualidade de vida pode vir a ser péssima devido à intranqüilidade que dirigir tal carro a céu aberto em São Paulo com toda a certeza causa. A falta de segurança nesse exemplo acaba reduzindo em muito o prazer de dirigir ou ter tal carro.

E é justamente nesse ponto em que está a maior diferença entre a vida aqui e a no Brasil. Devido às distorções sociais que a maioria dos Brasileiros inconscientemente aceita (exemplos, pagar R$ 1000 por mês para a empregada - todo mundo paga mesmo sabendo que com R$ 1,000 é quase impossível de viver - mas fazer o que, problema da empregada oras!), várias coisas são muito mais baratas no Brasil, principalmente ligadas à mão de obra. Não é a manicure ou o dentista aqui que são caríssimos. É a mão de obra menos privilegiada no Brasil que é explorada. Graças a isso é que o Brasileiro pode ter aquele maravilhoso 'padrão de vida' com duas empregadas, unhas feitas toda semana e por aí vai.

O detalhe é que isso cria uma diferença social grande o que acaba gerando a violência toda no final das contas. De que adianta andar de Mercedes Benz no Brasil se não se sai tranqüilo de casa, se tem que blindar o carro, etc? Aqui é onde a qualidade de vida aparece na estória.

Apesar de aqui as coisas serem mais difíceis para a mão de obra qualificada (no sentido de que aqui, você com MBA não ganha 100 vezes mais por mês do que a sua empregada o que 'reduz' o seu poder aquisitivo para servíços e o seu 'padrão de vida' se comparado ao Brasil), a estabilidade gerada com uma sociedade mais igualitária acaba lhe propiciando uma qualidade de vida muito melhor.

Exemplos típicos? Sair de Ferrari na rua sem se preocupar com nada, abrir seu laptop no ônibus para responder emails sabendo que ninguém vai roubar seu laptop, ouvir iPod no mesmo ônibus e por aí vai. Qualidade de vida é isso. Paz e tranqüilidade de vida para se viver.

O detalhe é que ao vivermos em um dado ambiente por muito tempo acabamos por ignorar ou simplesmente não ver todos os problemas lá existentes. Anos depois é que pude ver o quanto a vida no Brasil era extremamente complicada e cheia de problemas e que diversos desses eram criados por nós mesmos, ao aceitarmos e mais do que isso, incentivarmos, ainda que inconscientemente, a injustiça social.

É por isso que o recém chegado ao não ter mais o mesmo padrão de vida reclama da vida aqui. Esquece a qualidade de vida e o quanto a segurança é importante na vida da gente. Muito mais do que dois carros novos na garagem.

Aquele padrão de vida para 99% dos imigrantes nunca mais volta aqui no Canadá (lembre-se que Honda Accord aqui não é carro de luxo, que empregada custa uma fortuna, etc). Mas a qualidade de vida está na sua frente, 24 horas por dia desde o dia que chega aqui.

Abra seus olhos e sua cabeça que vai entender claramente o que estou dizendo.

Boas Festas a todos.

CR

25 Comments:

  • Muito bem escrito, parabéns!
    Feliz Ano Novo!

    By Anonymous Sleiman, at 2:57 PM  

  • Olá CR, acompanho seu blog a um tempão... Sei que os posts são esporádicos, mas sempre valem muito a pena. Excelente texto. Ainda bem que não tenho empregada, faço minhas unhas sozinha e nem temos dois carros na garagem =)

    Quando leio o que você escreve confirmo minha escolha de me mudar daqui. Que venha 2010!

    Abraços e um ótimo ano novo à você e a toda a sua família.

    By Blogger Pati, at 6:50 PM  

  • Cláudio, simplesmente espetacular este post, bem simples e resumido do que realmente ocorre com muitas famílias.
    Feliz Ano Novo !! E muitas realizações !!
    Em junho/10 estaremos no CAN, se tudo der certo, e vai dar!!
    Abraço!
    Rodrigo.

    By Anonymous Rodrigo, at 1:02 PM  

  • Olá, parece que o seu nome é Cláudio. Cheguei por aqui fazendo uma pesquisa no Google.
    Entendo perfeitamente o que você quis dizer. Já morei alguns anos na Alemanha e na Inglaterra aonde as diferenças socias não são tão gritantes como no Brasil (estou no BR no momento).
    Na Alemanha todo mundo tem uma BMW mas para sacar quem é o mais "rico" basta olhar os detalhes do carro por exemplo: As maçanetas são cromadas, os detalhes do painel é de madeira e etc. Estou no Brasil por que vim fazer minha faculdade, daqui a 2 anos e meio termino e definitivamente vou tentar ir pro Canada. Um post que li parace que você trabalha com TI e é isso que estou fazendo na faculdade.
    As áreas que mais tenho interesse é Project Manager, DBA e um pouco de programação faço coisas bacanas mas não sei se vou querer isso por muito tempo.

    Vou dar uma lida nos posts e me inteirar sobre o País.

    Sucesso em 2010!!
    Sérgio Henrique
    serginho.henrique@gmail.com

    By Blogger Serjone's, at 9:26 AM  

  • Muito bem explicado, e é isso que estou em busca saindo do Brasil. Hoje trabalho com TI, estou me preparando para tirar minha certificação CISCO, e tb concluo este ano minha faculdade. Final de 2010 estarei viajando pro Canada com minha esposa para sentir como será, mas o projeto de imigrar pro Canadá ja esta comigo desde 2004, mas tive muitos entraves no meio do caminho, hoje o sonho esta muito mais proximo, sendo que minha estimativa é em final de 2011 ja estar ai trabalhando na minha área.

    By Anonymous michelthiel@yahoo.com.br, at 7:29 PM  

  • Cláudio, parabéns pelo post, concordo em 200% contigo. Tem horas que me parece que essa parte das pessoas a que você se refere acha "normal" o rabo abanar o cachorro...
    Sou leitor seu desde quando morava no Canadá com work permit em 2005 (agora sou PR em Vancouver). "Linkei" teu post no meu blog, o vancouveritas.com (ainda tá nos primórdios). Sucesso e feliz 2010!

    By Blogger Marcio TM, at 7:42 AM  

  • Olá Claudio! Estamos indo para o Canadá em Julho. Recebemos o visto para imigrar e ler o seu texto foi bem Estimulante. Obrigada!

    By Blogger Lila, at 10:03 PM  

  • Muito bom texto, camarada.
    Troquei o Brasil por UK há cerca de um ano e meio e não me arrependo.
    Qualidade de vida é algo q só se compreende qdo se tem.

    abração
    Mike Vlcek

    By Blogger Mike, at 7:49 AM  

  • Parabens por este post. Retrata perfeitamente a realidade. Eu moro nos Estados Unidos e estou me mudando em breve para Toronto e sei perfeitamente do que vc esta falando. Tb ouvi muito essa babozeira ``ai que saudades da minha empregada no Brasil``.
    Abraço
    Maria

    By Blogger Maria, at 9:08 PM  

  • Ola,

    Cheguei aqui pela indicaçao de uma amiga blogueira. Seu post ficou maravilhoso. Moro aqui em Vancouver desde 2008 e tem sido maravilhoso desfrutar da qualidade de vida que esse pais oferece.
    Tudo de bom pra vc!

    Neuzinha

    By Blogger Sua vontade, at 12:18 AM  

  • Post perfeito!
    Agradeço todos os dias a tranquilidade e qualidade de vida que encontrei aqui no Canadá.

    By Blogger Carlos ( KK ), at 5:47 PM  

  • Otimo post, moro em Vancouver e concordo com vc, quem busca padrão de vida talvez nao encontre aqui, mas qualidade de vida é certa.

    By Blogger Simone, at 1:41 PM  

  • olá claudio, não conhecia seu blog. acabo de ler seu texto sobre qualidade de vida x padrão de vida e achei super interessante. É aquilo q às vezes não temos coragem de admitir...ratificando o q vc disse, recentemente, num documentário sobre imigração "O último que sair fecha a porta"que passou na Tv Cultura, uma québécoise prof. aqui em SP disse que se vc imigrar para o Canadá/Québec pensando que vai ficar rico escolheu o lugar errado, mas se vc está procurando qualidade de vida isso vc vai encontrar com certeza. é isso! abs.

    By Blogger merciquebec, at 12:04 PM  

  • Olá Claudio, muito bem dito o seu post, senti na pele isso quando estive em Québec, Montreal. Eu me senti livre e ao mesmo tempo seguro em vários aspectos. A qualidade de vida é fundamental para podermos alcançar nosso padrão de vida, acredito que um complementa o outro de uma certa forma e é exatamente o que busco a Qualidade de vida, por isso estou deixando o Brasil.

    By Blogger Ilha e Bibi, at 7:57 PM  

  • Excelente esse post, mas vou te dizer uma coisa que vc não fala ai, você relaciona o padrão de vida a poder aquisitivo, eu ainda acha que um dos grandes apelos ai tb é o padrão e o poder de compra, vejo vários amigos meu que nunca sonhariam em tem uma casa tipo AlphaVille e um Corola na porta e viajar para Disney e NY no mesmo ano e conquistaram isso em menos de 2 anos de Montreal e sendo apenas um desenvolvedor de software, emprego que aqui no Brasil não é tão reconhecido. Acho que o que realmente vai sempre faltar será a mão de obra!!! Mas pra isso existe muita tecnologia de limpeza e UD que supre!! Adorei o post!!! Chegamos ai em abril!!!

    By Blogger Marquinho, Geo e Davi, at 7:48 AM  

  • Cláudio,

    Excelente post! Tomei a liberdade para colocá-lo no meu blog, porque você conseguiu resumir muito bem o que eu estava querendo postar.
    Caso, não se sinta à vontade de tê-lo publicado em outro blog, avise-me que o retirarei.

    Parabéns pelo post!!

    Jeferson (Raissa e Nanda)
    www.recifecanada.blogspot.com

    By Blogger JEF, at 9:21 AM  

  • Olá!

    Amei o post e vai de encontro com tudo o que eu sempre pensei para esse processo e vida no Canadá!!

    Concordo com tudo!!

    Muito bom bom, com idéias claras e assertivas. Parabéns!

    Abraços

    Bea

    By Blogger Bea, at 8:06 AM  

  • Mais um post sincero e bem escrito, adorei!

    O brasileiro perdeu meio que a noção que é qualidade. O que importané o que você tem hoje em dia.


    Abraços,

    Dani
    (Do Brasil ao Canada)

    By Blogger Dani Polis, at 6:46 AM  

  • 5 estrelas.

    Você escreveu tudo aquilo que penso e discuto (no bom sentido) quando converso sobre imigração com pessoas que não entendem o que estamos tentando fazer.

    Parabéns novamente

    Abraços

    Camillo e Polly

    By Blogger Camillo, at 9:30 AM  

  • Mike: É bem isso. Só se sabe o que isso quer dizer quando se tem. Infelizmente é praticamente impossível querer explicar para a grande maioria dos Brasileiros o que qualidade de vida realmente significa.
    Marquinho, Geo e Davi: Já tá pensando como Brasileiro. Risos. Corolla e viagem para a Disney é o que qualquer um aqui tem. :-)
    Galera em Geral: Valeu pelos comentários. Curioso ver que esse post acredito ter se tornado o mais popular do Blog nos últimos tempos! Valeu mesmo.

    By Blogger Cláudio Rodrigues, at 10:14 AM  

  • O texto faz sentido, mas não sei se concordo com a parte da aceitação da injustiça social no Brasil. Inconsientemente aceitamos? Rapá, eu aceito conscientemente mesmo, fazer o que? O que é 'Não aceitar'? É lutar contra a injustiça? É se viver uma vida frugal para se nivelar aos menos abastados? Ou é simplesmente se mandar para não ver o que você não aceita mas vai continuar lá?
    Eu penso em imigrar também, porque não? seria bom pra mim e pra minha vida. Mas eu não deixo de aceitar a miséria do meu país. Infelizmente não sou tão altruísta para ficar e lutar, por isso a vontade de me mandar também. Mas não vejo isso como uma não aceitação de uma realidade. Só estou querendo mudar a minha própria.

    By Blogger Rod, at 10:39 AM  

  • Oi Claudio, achei muito bem escrito seu blog. Sou jornalista e estou editando um grande guia do Canadá para a editora abril. Gostaria muito de te entrevistar. Por favor me mande seu email para alexstafford4 arroba gmail.com

    Para saber mais sobre o que faço, visite http://www.alexandraforbes.com

    muito obrigada!

    Alexandra Forbes

    By Blogger Alexandra Forbes, at 11:09 AM  

  • Baita texto hein !!

    O que todo mundo procura hoje é qualidade de vida !!
    chega de stress !!

    By Blogger Marcelo Castro, at 8:53 AM  

  • This comment has been removed by the author.

    By Blogger GTR, at 8:51 AM  

  • Concordo plenamente!
    No meu caso, por exemplo, sou OBRIGADO a sustentar 2 veículos por que se minha esposa for trabalhar de ônibus, será assaltada toda semana, por causa da região pela qual o ônibus trafega.

    Eu preferiria muito mais estar numa cidade de Primeiro Mundo, com transporte publico de qualidade e segurança ao invés de gastar bastante dinheiro para manter 2 veículos.

    By Blogger Rafael Schettino, at 2:15 PM  

Post a Comment

<< Home